sexta-feira, 29 de junho de 2012

Daquilo que pode ser belo

     Faz um tempinho que não escrevo aqui e já nem sei mais quem ainda lê este blog. Não escrevo aqui com pretensão de que muitos leiam, mas gosto de imaginar que pelo menos alguém está dialogando comigo neste momento.
     Coincidência ou não, sempre escrevo aqui em fase de mudanças. Sabe aqueles giros 180° que a vida dá?! Eu vivi mais um nos últimos meses. Parece que foi ontem que eu estava escrevendo sobre a nova fase de vida que estava entrando e a maioria das mudanças estavam relacionadas a Aviação. Essa fase já acabou. Foi um ano incrível, em que por várias vezes eu quis escrever sobre o que estava vendo e vivendo. Eu até escrevi, mas nunca cheguei a publicar nada. Coisas minhas, coisas que eu egoisticamente vou ter que guardar só comigo. Têm coisas que não adianta contar pra ninguém... Aquelas coisas que só você vê, ouve e sente o cheiro. Você até descreve, mas não adianta, porque só você SENTIU o que viveu.
    Eu começo agora uma nova fase. Recomeçando mais uma vez. Não tenho dúvidas de que outros ciclos ainda virão e se já passei por tantos e fui feliz, este também será.
    Uma das coisas que decidi recomeçar é o hábito de escrever. Não, não me considero grande escritora, mas é nas palavras que mais me encontro. O nome do blog "de tudo que pode ser belo" é uma coisa minha, de tentar expressar a beleza ou a beleza da feiura naquilo que vivo.
    Nos próximos dias, vou contar um pouco da minha experiência na Inglaterra. Acho que até hoje, fui superficial com todas as pessoas que falei, ou então, a fala não tem o mesmo encanto que a escrita.
     Uma outra coisa que queria dizer é que sim, deletei meu Facebook de novo e não, se você me tinha como "amigo", eu não te bloqueei. Foi uma decisão pessoal, pautada em muitos motivos, mas isso vai ser explicado num texto a parte.
     No mais, espero que ainda tenha leitores e mesmo que não tenha, quando leio isso aqui, sinto as vezes que nem fui eu que escrevi. Isso não é um diário, mas que conta boa parte de mim, conta.
     Espero poder falar mais daquilo que pode ser belo, não só pra mim, mas pra você também.
    Até!

Um comentário:

  1. Olá amiga lindona!
    Desculpe ser uma amiga ausente... A vida às vezes põe longas distancias entre as pessoas. Principalmente quendo essas escolhem caminhos distintos. Só quero que saiba que sempre que vejo seus links no msn passo por eles para saber o que minha amiga tem feito e, principalmente, como está. Estou com muitas saudades de vc. Espero te ver novamente.

    Beijos

    ResponderExcluir