quinta-feira, 22 de setembro de 2016

Obrigada, Inverno

Hoje se celebra o início da primavera, mas também o fim do inverno. É verdade que no Brasil não temos estações bem definidas a ponto de notarmos a diferença, mas eu sei bem o que isso representa em lugares nos quais é possível percebê-la. Invernos costumam ser associados a solidão, porque não podemos ir para fora com tanta facilidade. Nada floresce nessa época e tudo ganha uma cor só. Contudo, se tem algo que aprendi a apreciar foi a beleza do inverno.

Passei por um longo inverno nos últimos anos. É verdade que no meio dele tive alguns dias de primavera, mas eles foram rapidamente substituídos por fortes ventos, que me arrancavam tudo. Tive inúmeros dias sem cor, sem ver nada que florescesse. Na verdade, tive vários dias em que achei que nunca mais algo ia florescer.

Mas não é assim que acontece. Tal qual nas histórias de Nárnia, o tempo do inverno também tem seu fim. O problema é que quando a gente vive muitos dias nele começa a não perceber que a primavera chegou.

"Mudaram as estações, nada mudou, mas eu sei que alguma coisa aconteceu.. Tá tudo assim, tão diferente". É assim que me sinto. Tudo mudou sem que eu nem percebesse.
O inverno me ensinou o valor do abrigo, de ter aonde se aquietar e se proteger. Me ensinou a importância de me preparar nos tempos de primavera e a ser mais grata por esses dias. Me ensinou a beleza de encontrar o Criador quando não existe mais nada que possa preencher os nossos olhos. Me ensinou a encontrar aquilo que me aquecesse, mesmo com toda a frieza ao meu redor. Me ensinou a acreditar que mesmo contra tudo aquilo que meus olhos veem, tudo irá florescer de novo, ainda que pareça seco e morto.

Eu sou grata pelo inverno. Sou grata, porque sem ele eu jamais apreciaria tanto a primavera. Sou grata porque Nele encontro mais de perto o meu Salvador. Tal qual Lucy, das Crônicas de Nárnia, sei que "Aslam" é o único que poderá trazer salvação.

Inicio esta primavera em um lugar completamente diferente do que eu imaginava estar. É verdade que começo uma nova estação sem uma pessoa que tornava os meus dias mais coloridos. É verdade que a dúvida e a incerteza ainda passeiam pelo meu coração.

Mas também é verdade que já vejo algo novo brotar. Vejo novas pessoas surgindo nesta primavera, que não conheceria não fosse o longo inverno que enfrentei. Vejo sonhos que sempre tive começando a sair da terra, ao criar raízes mais profundas. Vejo novas possibilidades, que a frieza e a escuridão me impediam de ver.

Eu não sei o que Deus tem planejado, mas sei que posso confiar meu futuro completamente em Suas mãos, qualquer que seja a estação. Não se atemorize se a primavera ainda não chegou pra você. Há beleza no inverno e em cada estação da nossa vida. Se estivermos cegos e surdos não veremos esta beleza, qualquer que seja o momento.

Brotará esperança. Brotará alegria. Brotará vida.

Com amor,

Amanda. 


Nenhum comentário:

Postar um comentário